WIKILEAKS Objetivo final: Encerrar o Acesso Livre à Internet


"WIKILEAKS - Objetivo final: Encerrar o Acesso Livre 
à Internet Assegura Daniel Estulin" 
    
O escritor e jornalista investigativo Daniel Estulin afirma que o principal objetivo do Wikileaks é "fechar o acesso gratuito à Internet mundial

Infelizmente, o que eu digo é muito chocante até mesmo para a mídia de impressão e o que sai em uma folha de papel está longe de ser o que eu digo. 

Os amigos, leitores e internautas que visitam o Blog, certamente devem ter lido os dois artigos anteriores em que abordamos a questão da última reunião do Grupo Bilderberg em meados de junho/2011. Naquela oportunidade trouxemos as informações denunciadas por Jim Tucker e Alex Jones, sobre a Pauta da reunião desse ano e como sabemos, eles revisaram a Agenda Global, para dar uma guinada poderosa no sentido de implementar a Nova Ordem Mundial.  

Como constatamos pelos informantes internos infiltrados na reunião, descobrimos que a prioridade seria o Controle da Internet e o aumento das pressões e violências no Oriente Médio, para que se possa explodir a Terceira Guerra Mundial. Penso que os dois pilares do capitalismo da Elite Global são a Guerra e a posse da Mídia Corporativa. Pela guerra eles destroem milhões e cumprem seu propósito eugenista de redução populacional e sacríficios estranhos, enquanto que com a mídia eles distraem as ovelhas que serão preparadas para o abate através dessa guerra infindável contra o terrorismo fictício criado pela conexão Anglo-Saxônica (Inglaterra-EUA).

Se os leitores observarem atentamente, perceberão que a Agenda revisada pelos Bilderberg's parece estar se concretizando exatamente como informado recentemente. De fato estamos presenciando o aumento das manifestações americanas no sentido de por o controle na rede, para impedir o acesso livre e também a intensificação dos conflitos na Europa e no Oriente Médio, conforme temos noticiado em outras matérias. É nesse contexto, que agora vemos mais uma importante personalidade da resitência global à Nova Ordem, agora denunciando o Wikileaks e não temos razão para duvidar de mais nada, vejam: 

O contra ex-gente na KGB, jornalista e autor, Daniel Estulin, apresentou em Barcelona o seu novo livro,  
 "Desconstruindo Wikileaks" e garante que o principal objetivo do portal é "fechar o acesso a Internet.

Para Estulin, o líder do Wikileaks, Julian Assange, é apenas "uma figura tragicômica, uma pessoa difícil e um fantoche da CIA" que, involuntariamente serve os objectivos da agência de inteligência dos EUA. 


 O escritor disse em entrevista à Europa Press que as infornmações do Wikileaks não forneceram "nada importante", mas estão servindo para sociedades ocidentais se tornarem conscientes do perigo da Internet e não se opor ao fechamento da rede de acesso aberto,
principal objectivo dos governos que querem impedir o livre fluxo de informações.

 Estulin diz que "a verdadeira beleza da história do Wikileaks não é o mesmo Assange que trabalha para a CIA" e que sua agência é dirigida pelo "controle da mente, o que é conseguido através da hipnose, referências simbólicas e outras técnicas sutis - e, colocando as pessoas-chave na placa de sua empresa. 

 Embora a relevância das informações descobertas pelo Wikileaks pareça mais do que questionável, Estulin reconheceu que de dezenas de milhares de documentos divulgados pela empresa há quatro ou cinco páginas de um valor "incalculável" , especialmente aqueles que mostram que o governo sueco e o monarca do país, tem permitido há anos o governo dos EUA espionanem cidadãos suecos através da empresa de tecnologia Ericsson.



Se tiver êxito em provar estes fatos, seria um duro golpe para os líderes da Suécia, porque eles
"querem abafar Assange" acusando-o de estupro de duas meninas, de acordo com Estulin, que têm ligações com a CIA e a Resistência Cubana.

O mundo descrito por Estulin é um mundo de intrigas, espiões, espionagem e contra-agências, falsas aparências e histórias difíceis de acreditar, se não fosse para o escritor que vive em Madrid dizer que tem 200 mil documentos secretos guardados em cofres de todo o mundo, e porque ele suporta o sucesso de seu livro anterior, " A Verdadeira História do Clube Bilderberg."

 Ele lembrou ainda, que sua credibilidade não deve ser questionada, como líderes de todo o mundo que apoiam as suas teorias, como evidenciado pelo fato de que apenas alguns meses deu uma palestra no Parlamento Europeu sobre o poder e o mistério do Clube Bilderberg, e recebeu as tendências políticas, como Fidel Castro, e da Venezuela, Hugo Chávez e o presidente mexicano Felipe Calderon, que estão ajudando na luta contra as drogas.

2 comentários:

THiago_B disse...

Será que os caras da Wikileaks são falcatrua, ou são manipulados, ou tão mostrando coisas que preste.

O objetivo dos cara é controlar a informação, mas eu acho que nem precisa disso, pois assim como na TV na internet tem entretenimento e é isso que o povo ve,futebol, besteiras, pornografia, o globo.com domina os acessos no brasil, e que eles faze varios outros sites copiam e ta feito a diversão pro povo.

blogmidiaglobal disse...

Poi é Thiago, o fato é que essas revelações do Wikileaks tem sido questionada por muitos e agora está sendo revelada por este escritor, que é um jornalista, ativista contrário a Nova Ordem Mundial.

Agora, acho que o controle virá com o tempo em breve. No momento estão em consulta publica, para aprovar uma lei que regula e pune crimes na internet.

veja a matéria e cadastre-se no Blog/Forum e participe conosco!

Postar um comentário